Distância.

12 julho 2013

Distancia. Ausência. Falta. Solidão. Medo. Dificuldade. Saudade.. Dentre tantos sentimentos ruins, eis que me sobra um sentimento bom, que na verdade é o único que realmente importa. Amor.
Tantos quilômetros, tantos desencontros.. Essa distancia que maltrata e separa meu corpo do seu, minha boca da sua, que separa você do meu abraço, do meu carinho. Esse abismo entre a gente que tanto machuca, que tanto magoa. Isso de alguma forma deveria nos manter separados, ou deveria fazer o sentimento diminuir com o tempo. Não é isso que todos dizem? Amor a distancia é perda de tempo, é complicado demais, machuca demais. Realmente tudo isso é verdade, machuca, dói.. Entretanto é o mais fortes dos amores. Amor a distancia não ama por um toque, ama por uma palavra, por uma gentileza, não ama por um abraço, ama pela vontade de um, não ama pelos beijos, ama pela saudade deles. Amor assim, que é sublime, puro. Não precisa de toque, não precisa de contato.. O sentimento se fortalece, aumenta.. E quando você menos espera os quilômetros já não os separam mais. Chega a hora do tão esperado beijo, do abraço mais aguardado, do toque.  E isso só complementa um sentimento. Faz com que ele aumente ainda mais, com que se fortifique. E então você percebe que a distancia de que tanto reclamávamos antes, na verdade, nos fez construir um amor mais sólido que muitos com a oportunidade de se verem sempre.

Ficar sem você é perder a noção do tempo, sem saber preenchê-lo. É perder a minha paz. Ficar sem você talvez seja o maior desafio pro meu coração. Pois é aí quando eu vejo a necessidade de me manter acordada para a vida enquanto a minha alma adormece na sua ausência. Ficar sem você é permanecer calada enquanto meu peito grita de saudades. Ficar sem você é procurar forças do infinito, pra morrer de saudades a todo instante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Baú dos Vinte. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design